Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Viajando com os pequenos

por Ivone Neto, em 07.10.13

Recentemente fiz a primeira viagem de avião com meu pequeno Arthur, acompanhado de sua irmã Isa. Ele com 1 ano e 5 meses, ela já com 5 anos. Confesso que fiquei receosa por conta do tempo do voo.  Tivemos também a companhia do meu sobrinho Paulo Henrique que entende tudo de procedimento de aeronaves.
 

Apesar de ter comprado as passagens com antecedência, fiz as malas no último dia. Pouca coisa. Cansei de excessos. Sempre coloquei roupas na mala que não usei, agora, levo apenas o essencial, sem nenhum extra. A vida pede leveza. Acredito que aprendi isso com o sertão que vive em meu coração. É minha terra e apesar das carências em diversas situações, encontramos tanta abundância de alegria que a viagem para visitar minhas raízes são sempre maravilhosas e com tudo que é relevante. Curtas e intensas.
 

Bem, foram cerca de 3 horas de voo de São Paulo a Juazeiro do Norte e depois mais de 2:30 até chegar a casa dos meus avós, bisavós dos meus filhos. Ida e volta.  Fui surpreendida positivamente. Sim, eles ficaram inquietos, no entanto, deram muito menos “trabalho” do que previ. Valeu todo meu esforço pra ver o sorriso dos meus avós, receber o abraço de minha mãe e irmãos e sentir o acolhimento e amor da minha família.
 

Com certeza o sertão é um universo totalmente diferente da realidade deles aqui em São Paulo. O Arthur ficou os 3 primeiros dias só bebendo água e suco, já no terceiro dia começou com a banana, frango, arroz e feijão, muito pouco, porém, um sinal de que já estava começando uma adaptação. Toda mudança gera impactos. Só que desde cedo temos que aprender a vencer esses desafios em muitos sentidos porque a vida é constante movimento de mudança.
 

A Isa me surpreendeu até com a comida. Até apreciou e pediu bis da carne assada de bode. Sem contar na diversão. Nossa, o Arthur e Isa divertiram-se muito no sertão pernambucano.  Correndo atrás das galinhas, vendo o gado no curral, as criações do sítio, o açude e tantos outros detalhes diferenciais. A Isa brincou demais no veículo que leva os alunos do sítio para a cidade. E o Arthur pegou carona na brincadeira. Arrastando-se por debaixo dos bancos e pulando muito. Eita que felicidade simples e contagiante.

 

Foram poucos e muitos dias ao mesmo tempo. Tudo que é especial torna-se eterno. Era fase da Lua Cheia e que espetáculo o luar do sertão. Apaixonante. Saudade feliz, essa que sentimos de tudo que é relevante em nossa jornada. 

Em pleno sertão, um lugar de diversão

publicado às 18:46



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D