Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A Isa, o inverno e as crises alérgicas

por Ivone Neto, em 20.07.16

Meu marido costuma dizer que as crianças em São Paulo já nascem alérgicas. Claro que é exagero dele. Crianças nascem alérgicas em muitos lugares e há diferentes causas, além do componente genético. No entanto, os fatores climáticos aqui não são nada favoráveis. Clima seco e poluição são fatores que pioram a qualidade de vida de muitas pessoas, dos alérgicos então! Minha experiência com a Isa, minha filha do meio, em períodos de nível de umidade baixa revela o quanto o ar influencia nossa saúde.

Nada de tapetes, pó, sujeira, pelos de animais de estimação e etcs recomendados pelos médicos são medidas adotadas em minha casa há muito tempo. Manter a Isa longe de cheiros fortes como pintura, esmalte, gasolina, perfume e produtos de limpeza. Já até ouvi pessoas dizer: “isso é frescura”. Um absurdo de quem não compreende a situação. Ainda bem que já amadureci o suficiente para ouvir certas coisas e não dá a mínima importância. Quem tem filho alérgico tem que aprender a conviver, ficando sempre atento aos cuidados em casa já que os aspectos externos estão interligados ao ambiente.

 

No inverno a situação piora, especialmente este ano de temperaturas frias e com ar seco. Completando 1 mês da estação, já foram 2 crises. Cada vez que a Isa tem crise alérgica forte, com tosse seca, daquelas que ninguém na casa consegue dormir e que tem que acabar indo ao Pronto Socorro, minha vontade é pegar a mala e seguir rumo ao litoral. A praia faz muito bem para saúde da minha pequena. Qualquer dia desses penso em ir e não mais voltar.

IsaParaty.jpg

 

publicado às 12:09

O aniversário da Isa

por Ivone Neto, em 04.07.16

Minha doce Isa, do signo das águas, ela é regida por muita sensibilidade. Seu afeto é acolhedor, marcante. Ela adora celebrar o aniversário na companhia da família e amigos. É cercada de carinho por todos os lados. Ontem, deitadas na cama, conversando sobre sua festa de 8 anos do dia anterior, eu avisei que a partir do ano que vem as festas estão encerradas, agora ela poderá escolher um passeio com 2 amigas. Ela ficou pensativa e disse: “mãe eu adoro festa”. Eu argumento: Sim Isa eu sei, mas podemos planejar outras atividades.

A felicidade da Isa brincando com outras crianças e o carinho da presença amiga é maravilhoso. Foram 8 aniversários da Isa e todas as festas foram especiais. Acredito que tudo tem sua fase. E agora ela começa um novo ciclo. Sim, minha Isa está crescendo.

13566248_973180422780839_775111139_n.jpg

 

As Isas, amigas 

publicado às 18:12

O corte de cabelo do Arthur

por Ivone Neto, em 24.06.16

Ele tem 4 anos e a última vez que tinha cortado o cabelo tinha pouco mais de 1 ano. Ou seja, 3 anos sem corte e como cresceu os cachos. Já vinha conversando com ele sobre cortar um pouco e ele sempre receoso com medo da tesoura. Sem tempo para cuidar dos cachos nesse inverno o melhor a fazer é cortar. E ele começou a coçar a cabeça e veio o bilhete da escola sobre piolho (claro que já dei o remédio para resolver de vez a questão que é comum nessa fase). Como o dengo comigo é grande, esta missão foi para a especial e decidida Vó Fátima. Ela saiu do trabalho, pegou Arthur na escola, levou até o salão explicando que a tesoura não machuca e depois de já ter iniciado o demorado corte da juba, mãe me liga e ouço-o dizer: “mãe a tesoura não dói”. Meu coração ficou tão alegre e cresceu a ansiedade para vê-lo tão diferente. Depois de finalizado, a vó o presenteou com o homem flecha e massinha pra ficar toda tarde e começo da noite brincando em sua casa. Eu, meus irmãos e nossos filhos somos muito abençoados por ter uma mãe/avó tão maravilhosa.

Depois do expediente, fui pegar Isa na escola para irmos juntas ao salão, eu pintar os brancos que teimam em aumentar e ela quis cortar o cabelo curto para combinar com seu irmão. Ela é muito companheira. Por volta das 19:30 chegamos a casa da mãe que já nos esperava no portão com o novo Arthur. O misto de surpresa e outras sensações que emanavam dos pulos e abraços da Isa no Arthur foi emocionante. Eu fiquei sem palavras, só o abraçava e dizia o quanto eu estava contente com sua coragem de ter ido com a vó cortar o cabelo. E ele repetiu: “mãe a tesoura não dói, o homem colocou capa de super herói e eu nem chorei”. Nessa euforia seguimos para casa. O pai nos aguardava ansioso.

A Isa entrou na frente e disse: “pai fecha os olhos”. Arthur entrou e ela disse: “pode abrir”. O pai abraçou Arthur e disse: “Nossa filho ficou muito legal, que diferente”. O som das risadas invadiu a casa. E a mudança radical ganhou aroma de brincadeira. Claro que sentiremos saudades dos cachos, que amamos e vão crescer novamente (assim espero). Tirei foto dele para enviar para a irmã que está longe, primas, amigas e madrinha. Ele olhou pausadamente para foto e disse: “mãe quem é esse cara?” As gargalhadas ecoaram no ambiente. Depois ele foi até o espelho para ficar olhando e reconhecer o novo Arthur de cabelo curto.

documentos.jpg

Arthur cabeludo em abril/2016. Arthur cabelo curto junho/2016 

publicado às 12:17

As amizades na escola

por Ivone Neto, em 20.06.16

A Isabelly tem muitos amigos e amigas. Na época da educação infantil (ai meu coração palpita em pensar como ela tá crescendo), na escola Raio de Luz sempre foi comum encontrar as mães e ouvir: “ah você é a mãe da Isabelinha, minha filha (o) fala direto dela”. Ontem estive com ela na festa junina da escola atual, já está no 2º ano e muito bonito vê-la encontrando os amigos e amigas, os abraços, as brincadeiras, as gargalhadas, a correria. Ao ver o Gustavo ela exclamou: “mãe olha meu amigo Gustavo”. E conheci a mãe e o Gustavo. E adivinha o que ouvi: “Nossa o Gustavo fala muito da Isa”.

Os laços afetivos que as crianças tecem encantam meu coração. O carinho com a professora também é tocante. A despedida anual é sempre dolorida e emocionante. Todo final de ano encerra o ciclo e fica a expectativa do seguinte: “mãe será que minha turma vai ser a mesma?”.

A Isa tem amizades desde o maternal, hoje em diferentes escolas, e seguem amigas. E penso que ela vai ser daquelas meninas que carregará amigos como bagagem valiosa por toda vida!

13479758_1618209675160970_363308345_n.jpg
os amigos de sala: Isa e Gustavo 

publicado às 20:13

A disputa do colo e outras coisas mais

por Ivone Neto, em 30.05.16

Arthur adora “colinho”. A Isa também. E quem não gosta? É engraçado que até isso é motivo de briga. Isa diz que ele é bebê por querer colo. Só que quando tem oportunidade ela corre para o aconchego do colo da mãe. E Arthur retruca dizendo que ela é grande e que não pode mais ir ao colo. “Eu não sou bebê, mas ainda sou pequeno.” E de repente os dois pulam juntos no colo. O assunto rende e meu colo precisa ser amplo. Cada um em uma perna e por alguns instantes ficaram felizes por dividir esse colo tão generoso de mãe.

 

Esses dias, em um momento de disputa dos dois pequenos eu disse que até a “velha” Bruna poderia sentar em meu colo que tem espaço para todos os três filhos. Eles pararam por um instante questionando interiormente minha fala. A Isa logo disse: “mãe a Bruna é muito grande e pesada”. E Arthur emendou: “Ah não a Bruna não cabe” Eu ri muito das colocações deles e expliquei que com jeito, mãe consegue abrigar todos. Que tem o momento de um, depois do outro e que quando bebê, todos dormiam no colo da mamãe mamando.


Isa: eu mamei mais tempo né mamãe?


Arthur: Ah mãe porque Isa mamou mais...


E a fase da disputa ainda vai render...isatutumala.jpg

 

publicado às 16:50

A Isa e as visitas amigas em casa

por Ivone Neto, em 28.05.16

Dois dias em casa, Isa recebe amiga na quinta e na sexta. E o som das risadas, a voz das brincadeiras, o cheiro da amizade, o aroma de criatividade no ar, a magia infantil inundando a casa de graça. Sobe escada, desce escada, vai ao quintal, ao jardim, ao parque, entra e sai, bonecas, super heróis, sim o Arthur é inserido na arte de brincar com elas. E ele participa bem até certo ponto. E me surpreendi o quanto dessa vez. Até que chega o momento da privacidade das duas meninas: "mãe tira o Arthur do meu quarto". E eu paro meus afazeres para tirar o menino de cena. E ficamos largados no sofá, assistindo desenho e conversando sobre as travessuras do menino e seus amigos animais.


Na quinta-feira sem luz, foi dia da Julia. Na sexta-feira com eletricidade foi dia da Isabela. E elas brincaram muito no banho generoso na banheira quentinha com as bonecas nadando juntos. E que delícia vê-las já cheirosas, no aconchego do quarto, assistindo filme e comendo pipoca. E depois de um dia inteiro brincando, comendo frutas, suco de maracujá, almoço simples, pizza no jantar (sim eu estava exausta). A mãe da amiga chegou, despedida e sagrada hora do sono. Arthur, bom esse já tinha dormido faz tempo.

amigas.jpg

 

 

publicado às 14:17

Reflexões da reunião escolar

por Ivone Neto, em 27.04.16

Empatia, respeito, afeto, são elementos que colaboram no processo de aprendizagem. Porque aprender vai muito além da teoria, técnica, número, letras...  Tem que priorizar conexões refinadas que despertem o prazer no aprendizado, estimulem a criatividade e troca de experiências. Hoje, na reunião escolar do meu pequeno Arthur, lembrei-me de um trecho do livro que estou lendo do Augusto Cury:

“o sistema educacional clássico está doente, formando pessoas doentes para uma sociedade estressante, pois leva os alunos, da pré-escola à pós-graduação, a conhecer milhões de dados sobre o mundo em que estamos, mas quase nada sobre o mundo que somos, o planeta psíquico.”

Parabéns Raio de Luz por realizar os projetos conectando diferentes áreas do saber, com auxílio da psicologia e outras disciplinas, inserindo atividades que aproximam os atores desse universo escolar: pais, professores, alunos e todo corpo da escola que é como um ser vivo. Respeitando o ritmo de cada criança, agregando valores ao exercício aprendiz porque aprender com sentido é o melhor caminho para seguir melhorando.

banner2.jpg

 

Logo do projeto 2016 da Escola Raio de Luz. Crédito imagem clique aqui

publicado às 14:39

A primeira consulta no dentista

por Ivone Neto, em 08.04.16

Hoje fui ao dentista levar minha Isa. Por indicação, já vamos confiante e senti muita segurança ao chegar ao consultório e com o atendimento. O olhar da Isa, suas respostas e seu sorriso demonstraram que ela também sentiu confiança e isso é importante em qualquer tratamento.  Ela vinha pedindo para ir ao dentista há alguns meses. Acontece que os permanentes estão nascendo tortos, sua mordida está irregular e isso está incomodando: “mãe já tem menina na minha sala que usa aparelho pra arrumar os dentes”. Eu expliquei e hoje a dentista confirmou que há o tempo correto já que a raiz precisa estar formada, dentre outras explicações. Ela compreendeu e vamos seguir com os exames para dar continuidade. Primeiro passo realizado. Agora é programar os demais.

12571423_1544204992561439_412955283_n.jpg

 

publicado às 18:20

Presença de vó

por Ivone Neto, em 24.03.16

Quarta-feira. Ela acordou às 5:00. Antes das 6:00 já estava em seu trabalho, sempre desempenhando suas funções imprimindo seu melhor. Nunca ouvi minha mãe reclamar do trabalho. Saiu às 14:00, passou rápido em casa e seguiu para outra cidade para buscar o neto. Dois ônibus, mais de 2 horas para chegar ao destino. Chegou ao ponto final e não o encontrou. Eu tentei comunicação com alguém da família sem sucesso. Ela foi perguntando aqui e ali para ver se conseguia localizar a casa, chegou à creche e já estava fechada. Novamente indagou a alguém na rua sobre o possível local, só sabia o bairro, não tem nome de rua. Rodou por mais algumas ruas e chegou a uma igreja. Já cansada, me ligando para ver se eu tinha conseguido algum contato. Nada. Ela não queria voltar para trás sem o neto. Passou uma senhora e ela perguntou novamente e eis que era uma vizinha da outra avó. Sim, acredito em mensageiros divinos. Deus nunca desampara quem tem fé. E ela conseguiu chegar. O Gu já estava melhor (ele estava vomitando por isso não conseguiu ir encontra-la no ponto final do ônibus). Já era 18:30 quando eles enfim, foram para o ponto de ônibus para voltar para Osasco. Chovia e sei que ela estava exausta. Chegaram em casa perto das 21:00. E sei que minha mãe dormiu como anjo.

Tenho uma mãe sensacional, como diz meu irmão Paulo. Aprecio esse adjetivo “sensacional”. Talvez seja porque, além de tocante, tudo que é ilimitado tem conexão com o que eu sinto como sensacional. É, penso que sentir seja a palavra certa para dizer o que significa. É aquilo que não tem explicação logica, é puro sentimento.

Minha mãe é grandiosa em revelar nas suas ações retratos do mais puro AMOR. Oração em forma de atitudes. Ter heróis vivos em nossa trajetória é mesmo inspirador. Minha mãe é uma heroína.

12834706_1568464580135480_1471525092_n.jpg

 

publicado às 10:57

O passeio da escola

por Ivone Neto, em 23.03.16

Ele12744278_1559019121080026_3750571660975764304_n.jp acordou cedo. 5:10 manhã. Colocou a roupa sem espernear. Saímos mais cedo para chegar no horário marcado. Chegamos 10 minutos antes e ele ficou eufórico ao ver o ônibus estacionado na porta da escola. É interessante observar como eles apreciam brincar no percurso até o local. E sei que ele chegará muito contente, com os olhos brilhantes e o sorriso largo, contando detalhes das atividades do passeio. Tempo de infância feliz, com graça, brincadeiras, descobertas...criança que nos ensina a viver o momento com toda energia, a estar no agora com todo seu ser.

 

 

publicado às 10:48


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D