Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O passeio da escola

por Ivone Neto, em 23.03.16

Ele12744278_1559019121080026_3750571660975764304_n.jp acordou cedo. 5:10 manhã. Colocou a roupa sem espernear. Saímos mais cedo para chegar no horário marcado. Chegamos 10 minutos antes e ele ficou eufórico ao ver o ônibus estacionado na porta da escola. É interessante observar como eles apreciam brincar no percurso até o local. E sei que ele chegará muito contente, com os olhos brilhantes e o sorriso largo, contando detalhes das atividades do passeio. Tempo de infância feliz, com graça, brincadeiras, descobertas...criança que nos ensina a viver o momento com toda energia, a estar no agora com todo seu ser.

 

 

publicado às 10:48

Desmamar

por Ivone Neto, em 25.09.09

 

Não é fácil desmamar. É mesmo dolorido. Dói ver o choro do bebê, dói o peito, dói tudo. Mas é uma fase necessária. Estou nesse processo e ter paciência é essencial.

Tem momentos que precisamos de uma dose extra de coragem para vencer certos desafios. E nesses períodos, quando as vezes pensamos que vamos esmorecer, vem uma força que brota de dentro e nos mostra que temos sim como vencer as dificuldades.

A confiança tem sido minha aliada. A fé minha Fortaleza e o amor meu alicerce. Minha bebê está crescendo e sei que suas lágrimas logo cessaram. A música auxilia bastante, quando canto ela fica calma e o choro vai indo embora, os olhos começam a fechar e abrir mais lentamente e seu corpo pequeno vai adormecendo. E o sono é como um bálsamo de tranqüilidade.

Quando ela dorme, rezo baixinho e agradeço. Vem o sorriso e me aconchego em meu canto para também adormecer e renovar as energias. Amém!

publicado às 14:56

As primeiras palavras e o gosto por calçados

por Ivone Neto, em 27.08.09

Mama, papa, Abu, nane, alô e agora disparou a falar. Ela observa e depois fala. Eme para dizer que é meu, emem para dizer amém. É divertido vê-la aprender. É inspirador.

E a Isa adora sapatos, ninguém pode ficar descalço em casa, tem que calçar o papato. É um charme vê-la apreciando o “papato”. Ontem a levei em uma loja de calçados e foi muito engraçado ver seus olhos correndo pela prateleira. Pegava um, pegava outro e teimou de experimentar um que não cabe mais nem no dedinho dela.


E eis que sua escolha foi maravilhosa. Um tênis verde com detalhes rosa. Delicado, lindo no seu pé que ela chama de “P”. E mostrava para todos em casa levantando o “p” que estava de “papato” novo. Já vou avisar que quem quiser presentear a Isa é só comprar calçado que ela vai amar.
Essa fase de 1 ano 2 dois meses em breve é mesmo do início de muitas descobertas. O paladar dela é muito criterioso. Temos que inventar para ela experimentar. Seleciona os sabores, observa os detalhes, cheia de energia, a Isa é assim, uma linda menina das águas. E as águas estão sempre em movimento.

publicado às 21:27

amor de mãe, amor de filha

por Ivone Neto, em 03.08.09

Semana passada fiquei doente. Difícil a sensação de ter que ficar longe de casa. Dá medo e um certo vazio. Só que Deus é tão maravilhoso que nos permite recuperar e renovar nossas energias para voltar as atividades normais. Foi só um susto, desses que todos estão propensos a passar.

Tenho duas filhas amadas. Sempre digo que são saudáveis, belas e felizes. Uma tem 15, outra 1 ano. Diferença de idade, igualdade no amor. São meus frutos, meus tesouros, meu tudo. Minha Bruna escreve e me sempre me emociona com suas letras. Ela é assim fascinante e me surpreende com sua intensidade.

Quando cheguei do hospital ela tinha escrito:

"Aprenda a valoriza quem mais nos ama, aquela pessoa que NUNCA vai te deixar, que fez TUDO por você. Mãe a senhora é uma RAINHA, mais do que uma rainha, a senhora é um anjo. Mano, ninguém tem a mãe que eu tenho, que brinca comigo, que grita junto cmg, que fala dos gatos junto cmg, que me diverti, que me acha MARAVILHOSA. E é impossível descrever nisso como eu te amo. O meu coração é feito de pedaços e todos são preenchidos com o seu amor. A senhora é o motivo de eu estar aqui, todos os dias. Apenas por você MÃE. Eu iria até o inferno só pra colocar um sorriso no rosto, e eu sei que nada que eu faça na minha vida inteira vai poder mostrar como eu so grata por você ser essa mãe ÚNICA que você é, sem dúvidas a melhor do mundo! Minha amiga, minha estrela guia, minha luz de todos os dias,a minha alma é SUA. É por você que eu respiro minha dádiva ♥"

Como diz minha filha: "amor é só de mãe"
Completando: amor de filha também é único.

publicado às 19:38

tin tin...os dentinhos surgiram

por Ivone Neto, em 29.06.09

Ouvi o som dos dentes na colher...nem acrediteI...ontem foram os primeiros passos, agora os primeiros dentes..hum...dois despontando para o mundo.
 

Acompanhar o crescimento da minha bebê me ensina como cada passo anuncia que o ritmo da vida está em movimento.
 

Morder, experimentar, crescer, aprender e ensinar. Cair, levantar, imitar, tentar, renovar. São tantas palavras que sintonizam com meu momento maternidade.
 

A Isa é assim, tem aquele olhar observador e ao mesmo atrevido de quem vai aprontar travessuras...coisas da infância. Que maravilha brincar!

Agora é agradecer a Fada dos Dentes rsrsrs e cuidar com cuidado do dengo desse período. Faz dodói, mas tem muito carinho para acalentar.

publicado às 21:11

Devoção Mãe Maria

por Ivone Neto, em 11.04.09

 

Em toda mulher, em toda mãe, há traços de Maria...
Amém!

Mãe de todas as Mães. Cheia de graça a espalhar bênçãos.
Nossa Senhora de muitas faces e grandioso Amor.
Mãe que acolhe, ampara, socorre, nutre e ilumina os caminhos.

Teu nome é tão doce, tão terno, tão repleto de Luz: Maria
Mãe Plena, Soberana, Rainha
Nossa Senhora de tantas cidades, lugares e pessoas
Todos os cânticos reverenciam sua Essência de Amor
Os anjos do céu proclamam sua paz e esperança
Seu exemplo de entrega e fé ao chamado do Pai é um milagre que multiplica milagres

Mãe Maria, Nossa Senhora de Fátima,
Nossa Senhora Aparecida,
Maria Desatadora dos Nós...Nossas Senhoras Marias
Rogai por Nós

Mãe Amada e Glorificada do Filho de Deus
Sou eternamente grata pela sua proteção
Amém!

publicado às 00:43

Desafio de ser Mãe

por Ivone Neto, em 17.03.09

Tenho duas filhas com idades bem diferentes. No outono que já sopra, uma delas irá completar 15 anos e a outra 9 meses. Um desafio e uma oportunidade vivenciar fases tão distintas, delas e minha. Elas crescem, eu amadureço. É uma troca espetacular aprender e ensinar de forma simultânea e tão intensa.

Vou construindo minha maneira de ser mãe de acordo com as novas situações que surgem. O importante é que aprendi encarar os problemas por outro ângulo, com positividade, como possibilidade para desenvolver nossa capacidade de criar e recriar, de tentar encontrar soluções com foco no melhor caminho, o da compreensão, do diálogo, da amizade e do amor. Isso não quer dizer que não seja preciso ser exigente e enérgica, pelo contrário, como sempre tive grande dificuldade em dizer NÃO esse processo tem me ensinado que ele é muito valioso em determinadas ocasiões e que pode ser seguido de um SIM que simboliza um grande tesouro. A maternidade é uma bênção e uma grande missão.

 

Cada dia mais eu enxergo que tudo tem um propósito e me surpreendo farejando alertas. É minha intuição sendo praticada, é minha voz interior que orienta e como coração de mãe tem uma intuição aflorada em relação aos filhos. Lembrei de um ditado que minha mãe de vez em quando pronuncia “quando meu coração palpitar....”. Esses “palpites” de mãe merecem atenção. Claro que nem sempre, principalmente, em fases como a adolescência é fácil ensinar os filhos a importância de ficar atento aos sinais, afinal, eles tem seus anseios próprios, estão descobrindo o mundo e certas coisas vão aprender com o tempo e as vivências. Por isso é preciso encontrar um canal de comunicação para que a orientação seja assimilada respeitando a individualidade e o ritmo dos filhos.

 

Nossa família é uma mistura de Água&Terra. Pai e Mãe, Terra e Água, Filhas Terra e Água, respectivamente. Somos tão parecidos e ao mesmo tempo tão diferentes. É uma diversidade conectada de elementos. As filhas têm tanto do pai. Os dois Terra e Terra que o digam, talvez por isso são próximos e distantes, vão de extremos de iguais a distintos, semente e fruto com semelhanças e singularidades únicas, mas que se reconhecem em tantas coisas. A linguagem entre eles tem um formato com poucas palavras e muito sentido. E o PAI com um abraço, um colo e palavras vindas do coração quebra o gelo e promove mudanças demonstrando do seu jeito a imensidão do amor que os une. E o choro de emoção é um retrato do diálogo só deles.

 

Presenciar esses momentos me traz felicidade e a certeza que tocar, sentir e movimentar o amor em família é um desafio grandioso e que, acima de tudo, somos seres unidos por um laço de Amor tão profundo, eterno e abençoado. Com muita fé, agradeço essa graça que me fortalece todos os dias: FAMÍLIA.

publicado às 13:59


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D