Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Crescer dói um bocado

por Ivone Neto, em 14.08.18

Minha menina do meio com 10 anos, no início da transformação do corpo para adolescência, começando a usar sutiã e com a primeira espinha no rosto. Sim crescer dói e não podemos fugir das dores, temos de encará-las de frente.

Responder os questionamentos da Isa também dói quando observo seu olhar assustado. “mãe preciso mesmo crescer?” E eu respondi com firmeza: Sim, precisa Isa.

E emendei: Filha, sua sensibilidade é uma fortaleza e sua visão refinada te conduzirá a construir seu caminho. E você despertará a coragem para extrair o melhor de cada fase. Seu sorriso desabrocha e seu abraço afetuoso diz tanto.

Sim ela aprenderá a enxergar nas cruzes da estrada as lições valiosas e vai crescer com suas dores, no seu ritmo. E sei que seus passos aprendizes serão enredo de uma jornada de crescimento cheia de histórias.

Isacresce.jpg

 

publicado às 19:17

Aprendizado, comportamento e notas

por Ivone Neto, em 09.04.18

Meu filho Arthur ingressou o 1º ano. 1ª série na minha época. É uma mudança significativa. Nova escola, professora, disciplinas, provas, ritmo. Diria que ele ainda está em fase de adaptação e entre boas surpresas, descobertas, novos amigos, dificuldades no comportamento, trabalho e etcs, ele vai seguindo.

Com ele é mais difícil fazer lição, não tem o capricho das meninas com os cadernos e livros, pede para faltar na aula, fica contando os dias pra chegar o fim de semana e vibra muito quando tem feriado. Diferente das meninas, não iniciou no 1º ano sabendo ler. Lá em casa procuramos respeitar o ritmo de cada um e não me preocupei com isso, sei que a leitura e escrita acontecem no tempo diferente para cada um, que são diferentes por natureza.

Ele estava muito receoso com as primeiras provas. Eu explicava que é uma avaliação e que vai apenas registrar uma parte do que ele aprendeu. Eu sou meio avessa as provas também. Acredito que esse sistema de avaliação é ruim. O resultado do que aprendemos vai muito além de uma avaliação. E eis que chegou a semana das provas. Fiquei surpresa com sua confiança no primeiro dia das 2 provas. Eu perguntei: filho como foi na prova? E um menino alegre respondeu: Mãe eu acho que tirei 10. O Pai olhou, incrédulo ainda. E nos 4 dias seguintes de provas ele também respondeu confiante sobre o resultado. E eis que na semana seguinte das provas, o boletim foi fantástico e ele, como num estalo, começou a ler. Quanta alegria!

Tudo bem que ele precisa melhorar muito no comportamento, principalmente, depois de ter ido para a sala da diretora por pegar uma minhoca na horta e jogar na colega. Ficou de castigo sim por isso. Diz meu marido que isso é coisa de menino. Começamos hoje mais uma semana e meu Arthur siga com seu espírito alegre e aprendiz nos contangiando. Esse laboratário maternal é uma jornada de muits emoções.

Ontem a noite depois que ele adormeceu eu novamente rezei nele e fiquei pensando nesse presente que a vida me concedeu. Peço a Deus muita saúde, força e alegria para acompanhar sua energia de menino e seguir aprendendo com suas surpresas. Te amo!

27868136_2144129275597975_206623341842319305_n.jpg

 

publicado às 12:22

Isa aprendendo a ler

por Ivone Neto, em 26.06.15

A Isa está na 1ª série.  Fiquei preocupada com sua adaptação na nova escola, nova metodologia, ritmo, matérias, provas e etcs. Ufa, são muitas mudanças nessa fase e nossa Menina das águas está nos surpreendendo. No começo ela estava receosa e algumas vezes me disse:  “mãe, como vou ler palavras em letra de mão, como vou escrever?”

Do melhor modo eu tentei tranquilizá-la e dizer que tudo é um processo e que ela iria aprender sim, no seu próprio tempo, do seu jeito. Apesar do olhar pensante, seu sorriso demonstrava que estava ficando confiante. Próximo das últimas provas do bimestre a Isa já estava empolgada dizendo: “mãe olha só o livro, já está chegado nas páginas das letras de mão”. E quanta alegria emanava de sua voz corrida quando eu a peguei na escola e exclamou: “mãe hoje a aula teve letra de mão e eu aprendi, não é tão difícil”.

E de lá pra cá, ela tem se aplicado em praticar. Lê seus livros, os letreiros da rua, vai costurando as sílabas e formando as palavras. Ah, esse universo aprendiz cheio de descobertas é encantador.

IMG_4453.JPGÀs vezes fico olhando ela brincar e percebo como está crescendo rápido. Confesso que passa um calafrio em minha espinha e um nó na garganta em ver minha pequena tão crescente. É a jornada maternal ensinando que temos que aproveitar cada fase.

 

 

publicado às 19:00

Minhas princesas

por Ivone Neto, em 23.05.11

Elas crescem e me ensinam que os ciclos são perenes.
Minha Bruna que registra em seu Blog passagens do seu coração.
Minha Isa, criança que nos ilumina.
Meus tesouros sagrados. Minhas sementes e frutos.

 

Minha menina Terra


Minha menina Água

publicado às 12:21

Elo de Grandeza

por Ivone Neto, em 13.01.11

Ser mãe nos dá um sentido de grandeza diante do desafio que temos por toda a vida. Acompanhar os passos dos filhos é uma rica oportunidade de aprendizado. Tenho duas filhas com idades bem distintas. Uma com 16 anos e outra com 2 anos e meio. Minha Bruna escreve e me emociona com suas letras carregadas de intensidade. A Isa tem uma energia pulsante e seu sorriso enche nosso lar de felicidade.


A Bruna está numa fase de crescimento e sei que esse período será determinante para a sequência de sua jornada. Ela está “encontrando a pele de sua alma” e esse processo é, sem dúvida, muito precioso. Quanto mais ela estiver próxima de si terá clareza e desenvolverá sua capacidade de realizar seus sonhos. Tenho muito orgulho de suas percepções e do modo como ela expressa suas leituras. Sei que sentirei saudades de sua presença física quando ela estiver viajando pelo mundo. Por outro lado, tenho certeza de seu sucesso e de que ela encontrará seus tesouros pelos caminhos que percorrer.


A Isa diz que já é grande e ai de quem duvidar. “Sou gande”. Ela fala de uma forma tão decidida que me encanta. É uma sensação que emana uma presença firme e uma crença fiel. Que esse sentimento de grandeza evolua cada vez mais fortalecendo seu espírito questionador. Ela é uma criança que tem um olhar vibrante, cujo brilho, é tão especial que inunda minha alma de luz. É uma visão do coração e sei que nele há vida e amor em abundância.


A Isa saindo das fraldas. A Bruna navegando por seu universo. As duas revelando que o tempo é atemporal para o amor. Minhas filhas são estrelas na constelação de minha vida. Há um elo de grandeza entre nós.

Minhas filhas Bruna e Isabelly, meu elo sagrado de amor

publicado às 22:38

A Isa, a dermatite, o tratamento

por Ivone Neto, em 17.11.10

Minha pequena tem dermatite atópica. As curvas dos joelhos e dos braços são as áreas mais atingidas e onde as lesões são mais fortes. Minha maior também tem só que hoje aos 16 anos a incidência é menor. A Isa ainda tem um longo caminho até amenizar. Evitar o suor e o ressecamento da pele é uma das ações cotidianas. Outro fator que contribui negativamente é o estresse. Sim, a criança também tem estresse e precisamos ficar atentos porque nosso estresse também influencia negativamente o ambiente e afeta a criança. Conhecer as causas e efeitos da dermatite e de tantas outras doenças nos coloca em alerta e evidencia a necessidade de toda família participar do tratamento.

Em agosto a Isabelly começou a freqüentar a escolinha e tivemos outras mudanças no roteiro da casa/trabalho/escola. Esse período de adaptações foi difícil e a dermatite atacou em cheio junto com uma tosse alérgica. Utilizei as pomadas, a paciência, os cuidados redobrados. O alívio maior veio com a acupuntura. As crianças respondem rapidamente ao tratamento e ela até curtiu “os brincos” na orelha. Contar com uma profissional competente como a Rosana Lima amplia minha confiança para aprender a conviver com a dermatite.


Acessei o site da AADA e lá encontrei também informações importantes sobre a Dermatite. A soma das informações e orientações da dermatologista, pediatra e acupunturista colaboram para lidar melhor com a dermatite.


Fica a dica do site http://www.aada.org.br/ e a indicação do telefone para agendar consulta com a Terapeuta Rosana Lima: (11) 3682-5614 / 3699-7284 no Esppaço Alpha

publicado às 13:22

Uma nova fase

por Ivone Neto, em 07.08.10

A Isabelly completou 2 anos em julho e comemoramos com muita alegria na companhia da família e amigos. Julho foi um mês decisivo e vitorioso em muitos aspectos. Fiz sua matricula na escola e ela iniciou esta semana. Está no processo de adaptação com todas as lágrimas que isso significa. Foi uma semana difícil, mas sei que nessa fase é preciso que sejamos fortes para suportar esse período.

Ela está conhecendo outro ambiente, um novo lugar, novas pessoas, outras crianças. Sua rotina foi alterada e seu dia está ganhando um novo ritmo. É um processo novo e sei que o aprendizado será contínuo por toda sua vida. As crianças buscam alternativas para conseguir o que querem e são mesmo inteligentes esses pequenos. Na hora de ir para a escola ela inventa até de dormir e olha que para colocar ela na cama é complicado. Mas, com o pai contrariado, eu sigo em frente porque sei da importância da persistência nesse ciclo inicial. É tudo uma questão de tempo para que ela se familiarize com a escola. Logo mais irá chorar para ir e não o contrário.

O melhor de tudo é ter confiança na equipe envolvida nessa tarefa. O pessoal da escola nos informa como está o andamento e esse diálogo é fundamental. A Isabelly está indo meio período pela manhã. Aproveito o pique que ela acorda cedo para já iniciar o dia com muita energia. Nesta primeira semana que todos os dias a deixei chorando na escola, pensei em uma ave da floresta do Araripe que fica no sertão do Pernambuco e Ceará, que depois de alimentar os filhotes por certo tempo os expulsa do ninho para que elas aprendam a buscar seu alimento e a trilhar seus próprios vôos. Por mais que dê aquele nó na garganta, precisamos ter a coragem para encorajá-los a alçar seus vôos.


Um olhar especial. Contemplando a florada das cerejeiras

publicado às 01:19

Os lugares nossos de cada dia

por Ivone Neto, em 17.07.10

Minha filha Bruna está viajando. Passando férias em Fortaleza na casa dos avôs. A pequena Isa está conosco e é incrível como ela sabe os cantos da irmã. O local que ela senta-se à mesa, o seu lugar no carro e sei que a Isa está sentindo sua ausência assim como nós. Ninguém pode ocupar seu lugar, aliás, até porque ela é única. Mas o lugar do qual falo é o que ela costumeiramente fica no lar. Ninguém ouse sentar no lugar da Buda que a Isa fica brava e faz sair. É como se ela estivesse protegendo o canto da irmã. Elas têm mesmo uma ligação forte.

Os filhos tem raízes e asas e vou aprendendo que a proximidade está no coração. A distância física pesa, mas não desconecta quando o amor está na ligação da alma. Quero que minhas filhas sejam livres e felizes e que eu possa acompanhar os passos de suas jornadas. Que elas conheçam bem a si mesmas para que possam estabelecer conexões transparentes e saudáveis com outras pessoas.

Cada dia, semana, mês, ano, vejo-as crescer e aprendo tanto as observando e vivenciando esse crescimento mútuo. Mãe exige muita dedicação. Mãe é puro amor em formas diversas. Mãe é Mãe, cada uma do seu jeito e muitas reunidas na arte de amar.


Momentos Mãe.

publicado às 01:29

O Vermelho B e o Amarelo I

por Ivone Neto, em 25.05.10

A Isa ama o amarelo e adora a Tasha amarela com seu vestido laranja. A Bruna está descobrindo o vermelho e como ele ilumina seus lindos olhos verdes e sua pele clara. Minhas filhas e suas cores. Meus amores que tanto me ensinam a arte de amar com a maior profundidade que se possa imaginar.

O amarelo encanta a Isa. O vermelho torna minha Bruna ainda mais elegante e sedutora. Ela está crescendo e caminhando para tornar-se uma grande mulher. Suas letras intensas que o digam. A Isa é pura energia. É o Sol e é também a Lua com suas marés. A Bruna é a montanha, morada dos deuses e ela é uma Deusa na trilha do aprendizado.

Bruna e Isa: Terra & Água. Isa e Bruna: Água & Terra.

Duas irmãs, duas filhas, uma unidade!


AMO VOCÊS!

publicado às 01:40

Filhas - minha sintonia energética mais sagrada

por Ivone Neto, em 11.11.09

Tenho duas filhas lindas. Sei, sei, toda mãe é coruja e sou coruja assumida. Minhas filhas são meus tesouros preciosos. E o quanto valor e aprendizado há na trajetória da maternidade. É uma missão desafiadora e, sem dúvida, uma oportunidade ímpar de evoluir em todos os sentidos.

Minha Bruna é assim TUDO de especial, tem uma essência que vibra nos seus fascinantes olhos verdes e no sorriso encantador. E ela escreve com o coração, com raízes profundas do seu elemento Terra. A Isa tem uma energia radiante, daquelas que contagia todo ambiente. É minha menina das águas que está sempre em movimento. É observadora e tem um olhar de quem tem muita garra para seguir em direção ao seu oceano.

Tenho o céu azul no olhar da Isa e o mais belo tom de verde das montanhas no olhar da Bruna. Terra & Água. Água & Terra. Laço de amor eterno com o pai Terra e a mãe Água. Que sintonia energética poderosa.

É mesmo uma aliança sagrada a maternidade. Como diz a Bruna o amor mais verdadeiro “amor só de mãe”. Sou muita grata pela bênção de ter concebido duas meninas que estão crescendo. Cada uma na sua fase, uma com 15, outra com 1 ano. Quando as vejo juntas sinto uma emoção tão forte e uma felicidade inundar todo meu ser.

Eternamente estaremos juntas! Minhas estrelas, minhas jóias, minhas fortalezas...
Amo vocês!

publicado às 23:50


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D