Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Viva a renovação da vida

por Ivone Neto, em 14.01.19

Sou primeira filha, neta e bisneta. Minha filha primogênita também. Em pleno estado de graça, em breve dará luz a tataraneta da minha vozinha. Uau. Que geração de mulheres em diferentes estações. A passagem do tempo enveredando as histórias. Olhando a foto da Bruna bebê, imaginando quais traços dela minha neta terá, fico até perplexa com esse salto atemporal dela se tornando mãe e eu avó. Entre memórias, saudades e perspectivas vou tecendo emoções que desabrocham sorrisos, lágrimas e gratidão pelo presente da vida.

E
u me sinto honrada com essa graça. Presenciar a renovação traz a certeza do quando viver é um ciclo de transformação permanente.

50461239_10218971982397553_3282237114527252480_n.j

 

publicado às 14:58

Crescer dói um bocado

por Ivone Neto, em 14.08.18

Minha menina do meio com 10 anos, no início da transformação do corpo para adolescência, começando a usar sutiã e com a primeira espinha no rosto. Sim crescer dói e não podemos fugir das dores, temos de encará-las de frente.

Responder os questionamentos da Isa também dói quando observo seu olhar assustado. “mãe preciso mesmo crescer?” E eu respondi com firmeza: Sim, precisa Isa.

E emendei: Filha, sua sensibilidade é uma fortaleza e sua visão refinada te conduzirá a construir seu caminho. E você despertará a coragem para extrair o melhor de cada fase. Seu sorriso desabrocha e seu abraço afetuoso diz tanto.

Sim ela aprenderá a enxergar nas cruzes da estrada as lições valiosas e vai crescer com suas dores, no seu ritmo. E sei que seus passos aprendizes serão enredo de uma jornada de crescimento cheia de histórias.

Isacresce.jpg

 

publicado às 19:17

A década da Isa

por Ivone Neto, em 17.07.18

Essa semana atendi um cliente que me conhece desde que eu estava grávida da Isa. E ela acaba de completar 10 anos. Ficamos conversando sobre quanta vida acontece no intervalo de uma década. E como é gratificante observar essa passagem através do crescimento da criança. É uma jornada maternal aprendiz com distintos desafios nas mais diversas fases. Começa na gestação e vai até o nosso último suspiro.

Amamentar, desmamar, sentar, andar, falar, correr, ler, o primeiro passeio com a escola, a primeira noite dormindo na casa da amiga e tantos outros momentos que eu ficaria horas descrevendo. A década da minha Isa foi espetacular. Tenho muito orgulho em te ver mais forte e saudável. Reconhecer e respeitar sua fragilidade em alguns sentidos fazendo dela um desafio. Assim seguimos vencendo as adversidades do caminho que nos fortalece.

 

Presenciar você vencendo seus medos e despertando sua coragem para atividades diferentes, parabenizar por sua dedicação aos estudos, a forma como aprendemos juntas a praticar o desapego e filtrar o que é importante, o seu jeito ímpar com que você cultiva amizade, a sinceridade como demonstra suas emoções. Filha, sua ternura e sensibilidade são presentes em nossas vidas. Sua chegada foi o marco de uma transformação e eu sou muito grata por ser tua mãe!

37286147_2413679881976245_4507974236245065728_n.jp

 

publicado às 15:35

As fases da Bruna

por Ivone Neto, em 06.12.10

Minha filha maior tem 16 anos. Ela já passou por muitas fases, assim como a maioria das adolescentes de sua idade. Claro que cada pessoa é única e vivencia ao seu modo cada experiência. Apesar das semelhanças em alguns aspectos com outras garotas de sua idade, percebo com gratidão que ela está crescendo muito e aprendendo com cada erro e acerto de forma diferencial. Em 2010, em especial, senti que ela avançou na percepção e espero que sua leitura continue refinada para seguir melhorando.


Ela tem suas “neuroses” como muitos e quem nas as tem? O importante é ter coragem de enfrentar nossas sombras e olhar para a verdade de nossa essência. Espero que minha filha invista em seu autoconhecimento para fazer escolhas alinhadas aos seus reais propósitos. Às vezes observo-a dormindo e rezo para que ela tenha cada vez mais sede de aprender sobre si mesmo porque sei que isso é fundamental para nos relacionarmos melhor com o próximo. Conhecer a si é um passo constante por que temos a oportunidade de mudar sempre.  

Minha Bruna hoje tem raros amigos. Pessoas que realmente a amam. Um deles é o Anderson e eu o estimo muito pela paciência que ele tem rsrsrs. Ele sempre enaltece sua beleza singular e além de realçar sua beleza física reconhece seu potencial. Ela também enxerga a luz que brilha do espírito desse amigo tão especial. Quando conseguimos ver e ser visto é sinal de que há vibração harmonizada.

Resolvi escolher 2 palavras para caracterizar o 2010 da Bruna: Limpeza e evolução.Desejo para 2011 muita felicidade para minha filha, e, acima de tudo, que ela continue questionando porque “quem questiona avança” como diz minha amiga Fatyma de Moraes.

Minha linda Bruna, minha filha amada. Que Deus a ilumine com seu amor divino. Amém!

publicado às 19:22

A primeira virose

por Ivone Neto, em 05.12.09

Febre que vem e vai. Médico, exames, choro e nada que aponte uma infecção. O diagnóstico: virose. Foi assim com a Isa e outras crianças no Pronto Socorro. Na sala de espera, mães e seus filhos. Pais também, tios, avós, amigos...

Mas o que sempre me chama atenção é a dedicação das mães. Um exemplo de servir que não encontro palavras para descrever. É mãe é mesmo um ser de entrega. O amor que sentimos tem uma grandeza que não há como medir.

Conversando com outras mães trocamos muitas dicas sobre medicação, alimentação, escola e outras atividades do desafio da maternidade. É possível sentir em toda a expressão o carinho em cada gesto, o amor que de derrama no olhar, o sorriso que desperta com outro sorriso. É uma sintonia intensa.

Ver a Isa que é tão danada quieta é tão diferente que dá um aperto no coração. Mas sei que é passageiro e que logo a virose vai acabar e suas energias serão restabelecidas. Tudo tem seu tempo e há muito tempo para aprender com cada experiência.

publicado às 23:15

Desmamar

por Ivone Neto, em 25.09.09

 

Não é fácil desmamar. É mesmo dolorido. Dói ver o choro do bebê, dói o peito, dói tudo. Mas é uma fase necessária. Estou nesse processo e ter paciência é essencial.

Tem momentos que precisamos de uma dose extra de coragem para vencer certos desafios. E nesses períodos, quando as vezes pensamos que vamos esmorecer, vem uma força que brota de dentro e nos mostra que temos sim como vencer as dificuldades.

A confiança tem sido minha aliada. A fé minha Fortaleza e o amor meu alicerce. Minha bebê está crescendo e sei que suas lágrimas logo cessaram. A música auxilia bastante, quando canto ela fica calma e o choro vai indo embora, os olhos começam a fechar e abrir mais lentamente e seu corpo pequeno vai adormecendo. E o sono é como um bálsamo de tranqüilidade.

Quando ela dorme, rezo baixinho e agradeço. Vem o sorriso e me aconchego em meu canto para também adormecer e renovar as energias. Amém!

publicado às 14:56

amor de mãe, amor de filha

por Ivone Neto, em 03.08.09

Semana passada fiquei doente. Difícil a sensação de ter que ficar longe de casa. Dá medo e um certo vazio. Só que Deus é tão maravilhoso que nos permite recuperar e renovar nossas energias para voltar as atividades normais. Foi só um susto, desses que todos estão propensos a passar.

Tenho duas filhas amadas. Sempre digo que são saudáveis, belas e felizes. Uma tem 15, outra 1 ano. Diferença de idade, igualdade no amor. São meus frutos, meus tesouros, meu tudo. Minha Bruna escreve e me sempre me emociona com suas letras. Ela é assim fascinante e me surpreende com sua intensidade.

Quando cheguei do hospital ela tinha escrito:

"Aprenda a valoriza quem mais nos ama, aquela pessoa que NUNCA vai te deixar, que fez TUDO por você. Mãe a senhora é uma RAINHA, mais do que uma rainha, a senhora é um anjo. Mano, ninguém tem a mãe que eu tenho, que brinca comigo, que grita junto cmg, que fala dos gatos junto cmg, que me diverti, que me acha MARAVILHOSA. E é impossível descrever nisso como eu te amo. O meu coração é feito de pedaços e todos são preenchidos com o seu amor. A senhora é o motivo de eu estar aqui, todos os dias. Apenas por você MÃE. Eu iria até o inferno só pra colocar um sorriso no rosto, e eu sei que nada que eu faça na minha vida inteira vai poder mostrar como eu so grata por você ser essa mãe ÚNICA que você é, sem dúvidas a melhor do mundo! Minha amiga, minha estrela guia, minha luz de todos os dias,a minha alma é SUA. É por você que eu respiro minha dádiva ♥"

Como diz minha filha: "amor é só de mãe"
Completando: amor de filha também é único.

publicado às 19:38

tin tin...os dentinhos surgiram

por Ivone Neto, em 29.06.09

Ouvi o som dos dentes na colher...nem acrediteI...ontem foram os primeiros passos, agora os primeiros dentes..hum...dois despontando para o mundo.
 

Acompanhar o crescimento da minha bebê me ensina como cada passo anuncia que o ritmo da vida está em movimento.
 

Morder, experimentar, crescer, aprender e ensinar. Cair, levantar, imitar, tentar, renovar. São tantas palavras que sintonizam com meu momento maternidade.
 

A Isa é assim, tem aquele olhar observador e ao mesmo atrevido de quem vai aprontar travessuras...coisas da infância. Que maravilha brincar!

Agora é agradecer a Fada dos Dentes rsrsrs e cuidar com cuidado do dengo desse período. Faz dodói, mas tem muito carinho para acalentar.

publicado às 21:11

Primeiros passos

por Ivone Neto, em 25.06.09

É emocionante ver minha Isa trilhando seus primeiros passos. Ela está aprendendo a equilibrar o corpo, cai, levanta e vai persistindo até conseguir. Ela vê um alvo que a interessa e luta para chegar lá. É uma lição de persistência.

O sorriso,o olhar, o corpo inteiro vibra quando ela chega ao lugar desejado. Ali ela brinca, sorri, diverte-se até algo novo chamar sua atenção ou a fome sinalizar que é hora de mamar. Esse processo de evolução dos primeiros passos, das primeiras palavras, das gracinhas, dos bicos e de tudo mais, é cheio de surpresas e encantos.

Tem também a dor dos dentes que estão apontando. Ela fica mais dengosa, só querendo colo de mamãe em alguns momentos, mas tudo isso faz parte. E o banho então. Como estamos no inverno ela chorou ao sentir frio. E olha que ela adora o banho. O choro é uma expressão que indica que algo a está incomodando e aos poucos vamos aprendendo a identificar quando é manha, quando é dor....a maternidade tem dessas e diversas outras coisas!

Tem dias que estou muito cansada...a dor nas costas perturba...ela está pesada..o sono da madrugada quando me esforço ao máximo para ficar alerta para não cair de sono ao amamentar...e rezo pedindo forças para conseguir manter-me firme porque sei o quanto somos importantes nessa fase tão vital. E quando ela dorme, fico contemplando seu ar angelical.

A Isa é tão observadora, saudável, alegre e cheia de energia. Essa sua energia me dá entusiasmo, criatividade e tantos ensinamentos.Minha gratidão é enorme por essa bênção tão especial chamada Isabelly.

publicado às 11:29


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D