Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


As brincadeiras na manhã de sábado

por Ivone Neto, em 26.03.11

As manhãs de sábado são bem diferentes das manhãs da semana. De segunda a sexta acordamos atarefados. Preparativos para o trabalho e escola. No sábado acordo cedo também com minha pequena Isa, mas a energia é outra. É uma atmosfera relaxada que nos permite brincar e quando todos se juntam é uma festa do sorriso. O papai, a Bruna, a Isa e a mamãe. A Isa pula em todos e as risadas ecoam pela casa.

O Sol e uma leve brisa entram pela janela do quarto desta manhã de sábado. Elas combinam com a alegria da Isa. Sua vibração me contagia. É uma sensação incrível sentir o riso puro de uma criança inundar nosso coração. Sou muito grata por ter a oportunidade de compartilhar desses momentos que me fazem sentir viva e dão sentido ao meu cotidiano.


Que minhas manhãs de sábados acompanhadas de minha família, em todas as estações,  sejam felizes!

publicado às 11:12

Brincadeira sorriso das irmãs

por Ivone Neto, em 28.01.11

É tão cativante a forma como a Isa e a Bruna brincam. É um diálogo brincadeira maravilhoso que se derrama em sorrisos. Juntas ela bagunçam e dão gargalhadas.  Não há barreira de tempo para o espírito de criança. Ele é eterno em alegria.

Estamos juntas em um projeto e é muito interessante como a pequena Isa participa do desejo compartilhado. Seu entusiasmo é contagiante. Sua energia nos dá uma dimensão da força que temos para trilhar nosso caminho. A Bruna sente com intensidade e já projeta o amanhã que sua ansiedade já queria ser hoje. Paciência, persistência e foco são aliados e tudo tem seu tempo oportuno. Quando estamos alinhados, no momento certo, o desenho que está sendo traçado será completado.


O sorriso das duas brincando é um combustível para minha alma, um bálsamo para o meu coração e uma brisa para meus sentidos. É tão especial que ecoa nos meus sonhos. É tão vivo que seu sopro alegre continua vibrando. O sorriso é mesmo uma graça.

publicado às 08:04

Cada fase é diferente

por Ivone Neto, em 15.12.10

A Isa está em uma nova fase. Chegou a hora de sair das fraldas. Toda mudança exige paciência, carinho e persistência para ensinar as crianças a vencerem os desafios. A saída da fralda é um deles e a minha pequena Isa e toda família está envolvida nesta tarefa.


Depois do choro inicial pedindo a fralda, do medo e desconforto de molhar a roupa, começamos a estimular com brincadeiras e o convite para imitar as amigas da escola e a irmã funcionou. E assim, lado a lado, passo a passo, fomos conquistando sua confiança.

Essa foi uma semana de avanços. Na hora do “xixi”, a Isa convida a irmã, o papai e a mamãe para ouvir o barulhinho e com um sorriso vitorioso dá o sinal do som. Claro que ela recebe aplausos, parabéns e muitos abraços e beijos. Ela já até fez o primeiro número “2” rsrsrs.

Estamos próximo da finalização dessa fase. Que bom dá adeus as fraldas!
Próximos ciclos virão. 2011 está chegando!

publicado às 21:34

A Isa, a dermatite, o tratamento

por Ivone Neto, em 17.11.10

Minha pequena tem dermatite atópica. As curvas dos joelhos e dos braços são as áreas mais atingidas e onde as lesões são mais fortes. Minha maior também tem só que hoje aos 16 anos a incidência é menor. A Isa ainda tem um longo caminho até amenizar. Evitar o suor e o ressecamento da pele é uma das ações cotidianas. Outro fator que contribui negativamente é o estresse. Sim, a criança também tem estresse e precisamos ficar atentos porque nosso estresse também influencia negativamente o ambiente e afeta a criança. Conhecer as causas e efeitos da dermatite e de tantas outras doenças nos coloca em alerta e evidencia a necessidade de toda família participar do tratamento.

Em agosto a Isabelly começou a freqüentar a escolinha e tivemos outras mudanças no roteiro da casa/trabalho/escola. Esse período de adaptações foi difícil e a dermatite atacou em cheio junto com uma tosse alérgica. Utilizei as pomadas, a paciência, os cuidados redobrados. O alívio maior veio com a acupuntura. As crianças respondem rapidamente ao tratamento e ela até curtiu “os brincos” na orelha. Contar com uma profissional competente como a Rosana Lima amplia minha confiança para aprender a conviver com a dermatite.


Acessei o site da AADA e lá encontrei também informações importantes sobre a Dermatite. A soma das informações e orientações da dermatologista, pediatra e acupunturista colaboram para lidar melhor com a dermatite.


Fica a dica do site http://www.aada.org.br/ e a indicação do telefone para agendar consulta com a Terapeuta Rosana Lima: (11) 3682-5614 / 3699-7284 no Esppaço Alpha

publicado às 13:22

Minha pequena criança no sertão

por Ivone Neto, em 25.06.10

Eu e minha família fizemos uma viagem rápida para visitar meus avôs no sertão pernambucano em junho. Meu marido estava preocupado com a Isa, nossa pequena. O receio era de que ela estranhasse muito já que é bem apegada com seu canto.
As crianças têm o dom de nos surpreender e a Isa foi surpreendentemente maravilhosa durante os 5 dias que estivemos longe de nosso lar.

Ela brincou com outras crianças, correu no terreiro atrás das galinhas, divertiu-se em cima do carro dos estudantes na estrada cheia de pedras, adorou o pequeno carneiro no curral, ficou admirada, nem sequer piscava olhando meu tio tirar leite da vaca, caiu, arranhou-se,  levantou e continuou brincando. No ambiente sadio, alegre e carinhoso ele só podia se sentir mesmo em casa na casa da bisavó e do bisavô que ficaram muito felizes em nos ver.

Na casa da tia-avó Maria ela descobriu como um galão pode se tornar um interessante brinquedo, que doce é a água de coco, tinha até a uva que ela adora, mas, o que realmente a fascinou foi à grandeza do terreiro com espaço de sobra para ela correr descalça. Essa impressionante cena da Isa correndo feliz por todo o lado é memorável.
 

São momentos como esse que ficam gravados na memória coração. O encontro das gerações aconteceu num clima de muito amor e deixou aquela saudade feliz com gosto de quero mais.

publicado às 01:00

Os molares, a praia, a casa

por Ivone Neto, em 24.02.10

É muito difícil ver uma filha sem apetite. É a dor dos molares, a febre, a diarréia. Tudo ao mesmo tempo. Uma soma que deixa a criança irritada, dengosa, sem comer. Uma fase delicada que exige muito carinho e paciência. E, é exatamente isso, apenas uma fase efêmera. É só rasgar esses molares e aos poucos o apetite volta e toda sua influência vai embora.

E ela aprendeu a dizer quer e não. Quer suco: não. Quer papa: não. Tudo é não. Só água, só água. Também com o calor só mesmo os líquidos para refrescar e hidratar. Ela cresceu, mas emagreceu. Mas, agradeço muito pela sua saúde. É tão cheia de energia que é mesmo difícil segurar alguma caloria no seu corpo de menina das águas.


E agora ela aprendeu a pedir para ir para praia. É apaixonada pelo mar onde a abundância do seu elemento é ampla e se movimenta no ritmo das ondas da vida. Fico encantada com sua concentração assistindo Caillou. É um desenho que ela adora. Toda sua atenção está ali. E isso nos ensina a colocar toda nossa atenção e energia para expressar em cada atividade nosso melhor. A infância é mesmo carregada de ensinamentos valiosos. A criança é uma bênção.
Ela ama sua casa. Gosta do seu canto, do seu espaço. Quando saímos para passear ela também gosta, porém, não aprecia ficar muito tempo longe. Logo fala “casa, casa”. E quando nos aproximamos da rua ela abre um sorriso e diz: casa da Isa. Nosso lar é mesmo um lugar sagrado.

publicado às 23:26


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D